Fotógrafa Vivian Maier

Vivian Maier

Vivian Maier nasceu em Nova York, em 1926. Filha de uma francesa e de um austríaco, passou alguns anos na França, retornando aos EUA definitivamente em 1951. Ela viveu em Nova York por um tempo e, após esse período, mudou-se para Chicago, onde passou o resto de sua vida trabalhando como babá.

A história dessa babá, que já surpreendeu o mundo com sua fotografia, e que aliás gravou algumas das maravilhas e peculiaridades mais interessantes da América urbana na segunda metade do século XX é aparentemente inacreditável.

Um espírito livre, mas também uma alma orgulhosa, Vivian tornou-se pobre e acabou por ser salvo por três dos filhos que ela tinha nannied mais cedo em sua vida. Carinhosamente lembrando Maier como uma segunda mãe, que reunidos de modo a pagar por um apartamento e pegou o melhor de cuidar dela. Sem o conhecimento deles, um dos armários de Vivian de armazenamento foi leiloado devido a pagamentos em atraso. Naqueles armários estava o tesouro enorme de negativos Maier secretamente escondida durante toda a sua vida.

Em 2009, o agente imobiliário de 26 anos John Maloof pagou em um leilão $400 numa caixa cheia de negativos de fotos do cotidiano da cidade de Chicago, pois estava fazendo uma pesquisa para documentar a história do principal parque da cidade, o Portage Park. Quando começou a escanear os negativos percebeu que, mesmo não entendendo muito sobre a arte, as fotografias pareciam trabalho de um fotógrafo profissional. Na mesma hora fez um post  em uma comunidade de fotografia de rua no flickr, perguntando se aquele material tinha algum valor artístico e o que fazer com os mais de 40.000 negativos que tinha comprado, entre eles vários rolos de filmes ainda não revelados. Foi assim que o nome Vivian Maier começou a aparecer no mundo da fotografia e está em rumo a posição de um dos maiores ícones da street photography.

Fonte: Vivian Maier

Anúncios